sábado, 20 de junho de 2009

Sutentabilidade do projeto

A sustentabilidade do projeto está em tentar conseguir em um ambiente urbano aproveitar recursos que possam construir ambientes saudáveis. Para isso são três pilares a serem alcançados dentro do ciclo. Um é tratar algo em torno de 80% do lixo orgânico do colégio, pois isso não somente reduz a poluição nos lixões da cidade como também produz a quantidade de adubo necessária para recuperar uma área degradada mesmo em solo urbano. Outra é a água. Estamos trabalhando para captar a água da chuva que passa pelos telhados da escola. De forma que uma vez captada pode ser usada no desenvolvimento das plantas sem usarmos água tratada. E em terceiro a produção de mudas utilizando como matéria prima materiais recicláveis, como caixas de leite e garrafas Pet. Além disso outras reciclagens são estimuladas para tentar reduzir ao máximo o uso de materiais poluentes. A filosofia de utilizar tudo que poderia ser desperdício para o cultivo de um novo ambiente escolar é sem duvida o maior desafio para a sociedade no século XXI, mas também é o maior desafio para a formação de uma nova escola que trabalhe com desafios reais, com soluções reais, práticas coletivas e criativas.

Na foto demonstramos a quantidade de composto orgânico que já temos antes de um ano de projeto. Agora a composteira está organizada de forma diferente da antepenultima postagem.

Um abraço em todos!
Força para construirmos a educação necessária para salvar o mundo de uma catástrofe ambiental ainda pior.


4 comentários:

Rogério Lafayette disse...

Parabéns a todos os envolvidos neste projeto!
Gostaria muito de poder colaborar também. Quem sabe uma troca de sementes e mudas dos terrenos da CEPARL e da EMJB?

Agroecologia no CEPARL disse...

Olá Rogério!O melhor e único dia da semana para visita é na sexta feira, estamos com muitas idéias para trocar e o convite está feito. Vamos trocar idéias por email que poderei te passar meu tem para acertar detalhes...
Até!

Profª. Rosa disse...

Oi Prof. Gustavo, tudo em paz?
Além dos resíduos orgânicos coloco papel na composteira, visando a solução do problema da quantidade de papel gerada nas salas de aula e principalmente debaixo das janelas (rs..) Esse composto não é recomendável para a horta orgânica, pelo fato da tinta que contém o papel, mas utilizo nos jardins.
Entrei em contato com o Prof. Rogério Lafayette(http://empfniteroi.blogspot.com/)para fazer uma rede colaborativa, tipo wiki, e divulgar as ações produzidas para incentivar a troca de informações e experiências entre as escolas. Essa conexão possibilitará uma nova forma de aprender, que ultrapassa os muros da escola, construindo outros sentidos para o uso das tecnologias.
Já mandei um email para o Prof. Rogério, o que você acha de aprimorarmos essa idéia?
Abraços,
Rosa
rosasousant@gmail.com

monica disse...

Gustavo, que trabalho lindo você tem desenvolvido com os alunos do CEPARL!

Os alunos aprendem praticando o que muitas vezes tentamos ensinar só pela teoria, ou seja, uma aprendizagem bem mais real, divertida e utilitária.

Parabéns!